Posts Marcados Com: meu mundo

bb2

Pequenas fantasias

Giordana Bonifácio

Sou pessoa que pequenas fantasias cultiva.

São belos sonhos que encarcero no coração.

Tais sementes de ilusão que me mantêm viva.

Não há como desvincular-me desta interação.

 

Somos ligadas como o são gêmeas siamesas.

Elas são parte intrínsecas de meu espírito.

São minha fuga de uma vida sem surpresas.

Fazem do meu mundo um universo infinito.

 

Várias realidades eu vivo dentro de mim.

Penso que já visitei inúmeros lugares.

E minhas viagens não terão jamais um fim.

 

Sem navio ou caravela cruzei os sete mares.

As minhas fantasias são fantásticas enfim.

Pena não poder serem vistas por meus pares.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

É bela a chuva

Giordana Bonifácio

É bela a chuva. Penso num suspiro breve.

Sou dona de um espírito que não se atreve,

Cruzar os muros altos de seu próprio medo.

E sempre é tarde quando me parece cedo.

 

A difícil jornada ainda espera por mim,

Para levar-me pelos caminhos sem fim.

Contudo, apavorada, escondo-me do mundo.

E recordo-me agora, num suspiro profundo,

 

Das imperdoáveis faltas que me pesam na alma.

Também me paralisa a dor de um grande trauma.

Cerco-me de altos muros para não me ferir.

 

E não deixo ninguém no meu mundo se inserir.

Temo este infinito que me rodeia: uma imensidão.

Porém, será possível vida na solidão?

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Livros

Giordana Bonifácio

Quando revelo que meus livros são meu mundo,

Cai logo sobre mim um mau juízo profundo.

Comentam ser supérfluo habito da leitura,

E que a solidão de um leitor ninguém atura.

 

Para mim, ler destrói correntes, liberta a alma.

Ainda mais quando aos ânimos rudes acalma.

A leitura é, hoje, um ato de liberdade,

Além de desenvolver a criatividade.

 

O bom leitor não está preso ao padronizado.

Ao revés, julgam-no um tanto desajuizado.

Mas o que revela é uma grande imaginação.

 

Para o mundo, porém, sonhar é abominação.

Não obstante, aprecio os livros que tenho o bastante,

De modo a não esquecê-los sob o pó da estante.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Os sete pecados capitais

Giordana Bonifácio

São sete estes Capitais Pecados chamados.

E por eles estou dentre os pobres condenados.

A Ira já me é constante, a Gula, um erro terrível.

Sentir Inveja, não admito como possível.

 

A Luxúria é uma falta das amargas noites.

A Preguiça minha alma condena aos açoites.

Sou homem à vã Vaidade e orgulho aprisionado.

A Avareza resume o meu mundo abastado.

 

A cristã igreja aos opróbrios dos homens resumiu.

Mas quem nenhuma dessas vis faltas assumiu?

Somos almas ao tártaro já condenadas,

 

Desde vidas que há muito já foram passadas.

Qual homem pode dizer-se deste mal puro?

Temo as penas e a dor num provável futuro.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: