amor em papel escrita c coração

“Além do amor, não há nada,
amar é o sumo da vida.”
Carlos Drumond de Adrade

O meu amor não cabe nesta trova

Giordana Bonifácio

Ó amor, doce inspiração dos meus versos,
Espelho fiel que a minh’alma retrata,
Aqui te trago meus sonhos dispersos,
Doce sofrer, dor tão feroz e ingrata.

Aqui te escrevo a paixão que me mata.
Vocábulos tais em mágoas imersos,
Que trago em meu peito há longa data.
Tentei buscar a ti em colos diversos,

Mas sem achar o fogo que me anima.
Tal procura a mim, desde então, só prova,
Que és vivo tão somente em minha rima.

Propriamente, não julgo uma boa nova,
Porque sou o poeta que a esta poesia lima,
E grande é o meu amor para uma só trova.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: