Adeus

“Cuidado com a tristeza. Ela é um vício.”
Gustave Flaubert

O vício 

Giordana Bonifácio

A poesia menos dura faz-me a vida.
Transforma em tudo o meu tão grande nada,
E alivia-me o peso desta cruz pesada.
É a droga em que minh’alma embevecida,

Busca, para sua dor, ter acolhida.
Na mais fria e solitária madrugada,
Quando me sinto mais desconsolada,
Há ainda a poesia: a minh’alma resumida.

Mas tal segredo guarde só contigo:
Não são puros os versos que te digo.
São a chaga cruel que cresce cancerosa,

Ferindo a pura flor que em mim existe.
E há quem questione por que sou tão triste!
É que também de mágoa seca a rosa…

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: