anjo da revelação

“Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.”
Monte Castelo – Legião Urbana

O anjo

Giordana Bonifácio

Queima coração, vá tolo, incendeia!
Escreve tua dor com a alma embargada.
O que vale a poesia? Bem sabes: nada!
És como a mosca presa numa teia,

Que o tão pérfido tempo, voraz, ceia.
Tua alma à eterna solidão está fadada.
De que te vales seguir nesta estrada?
Como as ondas a tua mágoa vagueia

E o amor murcha infeliz como a rosa.
Vive a tua morte amarga e silenciosa!
O que valem as juras do futuro?

Se em todo teu ser o amor inexiste?
Só poderias ser assim: sombrio e triste.
Um anjo a quem a vida tornou impuro.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: