tumblr_lucpipAhSr1r26f9ao1_500

“Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas
não me tires o teu riso.”
O teu riso –Pablo Neruda

A difícil arte de amar

Giordana Bonifácio

Diga algo, seu silêncio pesa em mim.
Fale-me da ferida que há em seu peito,
Das viagens que queria um dia ter feito,
Dos sonhos róseos que a vida deu fim.

Diga que me odeia, tem todo o direito.
Só não mais posso ver-lhe tão triste assim…
Diga não, mesmo que a alma diga sim.
Aponte em mim o meu mais cruel defeito,

Não sou perfeito, mas me sabia errado.
Perdoe-me por meus erros do passado.
Diga-me algo, que a noite já está a chegar.

Para que restar assim tão magoada?
Se mais vale, sob a noite estrelada,
Aprender a difícil arte de amar?

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: