oh_love__by_messofmemoriesxx

“Sou entre flor e nuvem,
estrela e mar. Por que
havemos de ser unicamente
humanos, limitados em chorar?”
Inscrição – Cecília Meireles

A flor

Giordana Bonifácio

Vejo uma flor tão triste e abandonada,
Num jardim sem carinho de ninguém.
Chora a sua dor na gélida alvorada,
O orvalho são as lágrimas que tem.

Ó amarga flor tão só e ainda apaixonada…
De seu amado, só ganha o seu desdém.
Quem diria que seria ela algum dia amada?
Que, da vida, seria a razão de alguém?

O poeta que ora canta esta poesia,
É quem tem amor por tão pobre flor.
Faço-lhe versos como cortesia,

Mas não lhe agrada a voz deste trovador.
As suas mágoas nem a arte anestesia,
Pois não lhe acende na alma a chama do amor.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: