o-livro-dos-espc3adritos-o-livro-dos-mediuns-a-gc3aanese

“Por favor
Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d’água”
Gota d’água – Chico Buarque

Mágoa

Giordana Bonifácio

A mágoa, que me fez de amor avara,
É uma sombra que pesa sobre mim.
É ferida que o tempo não repara,
Dor para a qual não existe cura ou fim.

Por que a lembrança resta em mim tão clara?
Como uma praga que invade o meu jardim?
Tal penar, que do mundo me separa,
Fez-me ser uma pessoa tão gauche assim.

O passado fez meu espírito triste
E tudo mais que em minha vida existe.
O presente decorre do que veio antes.

Meus sonhos, como as folhas, caem no Outono.
São partes de mim, que ao mundo abandono,
Para se irem nas águas murmurantes.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: