Arquivo do mês: junho 2014

Ícaro-incandescente-de-Atenea

O sonho de Ícaro

Giordana Bonifácio

O que é esta mágoa que o meu peito invade?

Será que o sonho não mais me deleita?

Como saciar esta alma insatisfeita?

Como fantasiar tão feia realidade?

 

É que Narciso não via de verdade.

Era uma ilusão a sua vida perfeita.

Pois o reflexo, ao louco, nunca enjeita,

Mas o afoga em sua própria insanidade.

 

Ó Sonho, o que sou eu neste triste mundo?

De que me vale um saber tão profundo,

Se, em terra, sob a vida ando encurvada?

 

Se como Ícaro que ao sol buscou voando,

No céu, quanto mais alto estou sonhando,

Eu caio do sonho, acordo…. E não sou nada….

Categorias: Uncategorized | Tags: , | Deixe um comentário

estaçao-gif1

Soneto da despedida

Giordana Bonifácio

Adeus, dizia-te, enquanto o trem partia.

Via o meu passado ficar para trás,

Tão lindos sonhos que não teria mais.

Toda saudade em lágrimas vertia,

 

Mas a minha dor, já pouco valia.

Deixei tão só o que levar não fui capaz,

Lindas lembranças que o tempo rarefaz.

Recordar, para alma, é uma regalia,

 

Pois o tempo das horas faz deserto,

E o ontem termina num amanhã incerto.

O que será de nosso amor tão terno?

 

O trem range, ainda aceno para o nada,

Nas mãos, levo uma foto bem amassada,

De quando críamos que o verão seria eterno.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

1509653_10152161557101794_766794133866727157_n

Happy Birthday, I will always love your songs. Your dreams makes my dreams real. Love you so much. Your blessing and spiritual soul inspires me.

Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: