7181772_kv8Dn

Jardins da morte

Giordana Bonifácio

Os muitos erros que cometi em vida

Fazem de mim uma alma condenada.

Toda a minha existência resumida,

Não é mais que uma esperança malograda.

 

Ó amor, fantasia tola e adormecida,

Promessa de alegria que me foi adiada,

Quais são os sonhos que a minha mente olvida?

Quais são as verdades por mim ignoradas?

 

O que é isto de que tenho tanto medo?

Como transpor as portas do segredo?

Como, diante de tanta dor, ser forte?

 

Errei os caminhos, perdi-me nos anos.

Conheci em vida tão só desenganos

Que me seguirão até os jardins da morte.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: