1743711_644013828967718_2091195997_n

Ébrios devaneios

Giordana Bonifácio

A paixão que me guiou por toda a vida

É que explica a dor que sinto, mais nada.

No fim, minha existência resumida,

É só uma fantasia já malograda.

 

O amor é a ilusão da alma desterrada.

Sonho cruel que a dirige embevecida,

Para a hora feliz que foi sempre adiada

E que não chega nunca nesta vida.

 

A alegria que, em vão, loucos, supomos,

Realidade impossível que sonhamos,

Que nos leva para onde nunca fomos,

 

É que faz ser a vida tão vazia.

Miragem cruel em que jamais estamos,

Amargo devaneio ébrio de magia.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: