tumblr_ll6yrhIVnT1qjrteco1_400

Poema dos beijos infinitos

Giordana Bonifácio

Este é o poema dos beijos infinitos.

Beijos que se resumem em loucura.

Beijos suaves que o espírito procura.

Beijos molhados, santos, benditos…

 

Beijos roubados, sonhos interditos…

Beijos que saciem tal qual água pura.

Beijos que sejam luz na noite escura.

Beijos de dor, amores jamais ditos.

 

Beijos para redimir a alma casta.

Beijos que para a morte o corpo arrasta.

Beijos, ilusão que dói a cada canto.

 

Beijos tão doloridos de saudade.

Beijos tão doces que juram verdade.

Beijos que são infinitos como o pranto.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: