1300686212351_f

O palhaço

Giordana Bonifácio

A minha juventude foi um tormento.

Como um palhaço que, desengonçado,

A todos faz rir com seu sofrimento,

Sempre eu era, pelos demais, humilhado.

 

Creio que a dor, desde então, é meu maior talento.

Saltava tal qual um clown desvairado

E a plateia aplaudia com sentimento.

Quem se lembra do que sofre o caçoado?

 

“Para o povo, tal show não se despreza.”

“Vai, caia palhaço, tão infeliz demente!”

“Vai, que o público ao seu penar não preza!”

 

“Não comove ninguém a sua agonia .”

“Mantém este sorriso, à sua dor mente!”

“Não chore! Não traia a quem lhe prestigia!”

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: