Venus-de-Milo

Ao amor inacessível

Giordana Bonifácio

Ser de beleza que a esta vida guia,

Espírito de graça, puro encanto,

Razão que me inspira este triste canto,

Tu és dor ou sonho? Ou vã melancolia?

 

Alma de estrela tão longe e tão fria,

Lua que me cobre com ebúrneo manto,

Tu és a doçura que me leva ao pranto,

Luz das musas da mais triste poesia.

 

Seu perfume é uma cálida fragrância.

Seu sorriso, singela extravagância.

Tu és a Vênus de formas caprichosas,

 

Deusa do amor que já foi pedra bruta.

Tu és o penar com que minha alma luta.

Tu és a magia das paixões dolorosas.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: