PASSARGADA

No sonho de Bandeira

Giordana Bonifácio

Quando meu sonho acabar, não me acorde.

Deixe-me restar ainda na fantasia,

Nela domino o mais bonito acorde,

Nela sou quem um dia muito lhe aprazia.

 

Nela sou feliz, pois não sinto dor.

Da mágoa não se compõem tristes canções,

Não existem poetas que as precisem compor.

Sequer me doem amargas recordações.

 

Lá vivo bem e sou amiga do rei,

Tenho o que quero, sou dona de mim.

Lá posso escolher o homem quem eu amarei;

 

Lá não carrego mágoas no meu peito;

Lá onde os mais belos sonhos não têm fim;

Lá onde Manuel, um dia, na arte foi eleito.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: