ss (2013-10-19 at 11.38.21)

Noites escuras

Giordana Bonifácio

Não é mais possível reaver o passado,

Ou uma alegria vivida anos atrás.

O fim decreta tudo terminado.

Restam-me do amor só amargas palavras.

 

Folhas de relva, estranhos sentimentos.

Não vou mais chorar por minhas feridas.

Mesmo que os anos ainda passem lentos,

E que as memórias tenha em mim retidas.

 

Minha alma é só uma terra desolada.

Nada mais tenho além de minha dor.

Sei que esta vida já não mais me agrada,

 

Pois já não há escolhas, só muitas procuras.

E não mais vejo saídas ao meu redor:

Pois vivo, todo dia, noites escuras.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: