Minha mágoa

Giordana Bonifácio

Esta grande dor que sinto não é nada.

A mágoa que ora me toma, uma piada.

O que aos outros importa este meu sofrer?

Se todos zombam de meu profundo padecer…

 

Todas as noites choro lágrimas de estrelas,

pelo rosto correm-me e nem tento retê-las.

São na verdade minhas pequenas sementes,

Das quais germinam umas flores nada atraentes,

 

Botões de desilusão, que me inundam os sonhos,

Pois tombam-me memórias dos olhos tristonhos.

Passo as noites nesse inusitado jardim.

 

Sem qualquer alma boa que se condoa de mim.

Sou torturado por lembranças doloridas.

De um passado que me trouxe muitas feridas.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: