O nascimento

Giordana Bonifácio

A mãe, deveras pobre, foi, por sua fé, a  eleita.

E foi em um estábulo, que a luz foi feita.

O pai, um carpinteiro, aceitou o duro encargo.

Nasceu o Messias com um destino muito amargo.

 

Tinha de morrer para assim salvar seus irmãos.

Duros pregos foram-lhe fincados nas mãos.

Mas ao seu nascimento só assistiam pastores.

Não foram convidados os reis impostores.

 

E belos anjos surgiram das nuvens altas.

O Pai nos redimir queria de nossas faltas.

Ofereceu-nos seu filho que foi o imolado

 

Cordeiro, irmão nosso que foi sacrificado.

Tão inocente menino amado por seus pais,

Não imagina que morto será por seus iguais.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: