Adeus

Giordana Bonifácio

É claro que me foi muito útil no passado.

Quando compreendi que era um pobre fracassado.

Mas agora, não há mais as feridas de outrora.

Meu espírito está limpo como a luz da aurora.

 

Não quero seus valiosos préstimos desprezar.

Auxiliou-me à dor em meu peito represar.

Mas já é hora, devo deixar toda a mágoa fluir.

O castelo de medos que construí, está a ruir.

 

À feia crisálida abandonei, mudei bastante.

E a desilusão já não me é mais tão constante.

Deixei de ser aquele jovem triste de antes.

 

As lembranças, de meu coração, estão distantes.

Não dói mais a solidão, com ela, estou feliz.

Assim, me perder em ilusões não mais condiz.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: