O que foi é o que será

Giordana Bonifácio

Meu maior sofrimento é recordar o passado.

Isso fere bem mais que um punhal envenenado.

Choram meus olhos as feridas ainda abertas.

Tento achar, nesse labirinto, as portas certas.

 

Estou perdida, alimentando a minha dor.

Sou eu contra todos e tudo seja o que for.

Ouço os gritos de minha alma como um alarme.

Tenta fazer algo com o fim de salvar-me.

 

O que foi é o que será, alerta-me o frio destino.

Não se iludam, não julguem mero desatino.

Trata-se previsão, decerto, tenebrosa,

 

Mas é meu dever cuidar da solidão a rosa.

Nesse asteroide já há muito abandonada,

O devir não representa mais uma charada.

 

 

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: