O fim das esperas

Giordana Bonifácio

Não posso mais tanto penar por você.

A saudade pode às vezes ser até doce.

Porém, este sabor, quando demais repudia.

Não posso mais de sua volta esperar o dia.

 

Aconteceu que a esta grande espera me cansou.

Tenho certeza que você em mim jamais pensou.

Sou outro agora, um homem bem mais seguro e forte.

Não quero lhe ver mais nem em perigo de morte.

 

As flores não são perenes, por que o amor seria?

Findou o que por você sentia, nem sei se sofria.

A sede de seus beijos que um dia me cegou,

 

Foi saciada pelos lábios de alguém que me amou.

Não sou mais um louco a sua procura sem valor.

Não mais lhe quero: você só me trazia dor.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: