Desilusão

Giordana Bonifácio

Um dia a chuva levou tudo, limpou-nos da dor.

Nada restou, o que era passado ficou indolor.

Como uma ferida que aos poucos se cicatriza,

O que machucou um dia só provoca ojeriza.

 

“ Como pudemos ser tão tolos?”  É esta a questão

Cuja resposta sabemos: o amor é ilusão.

Estávamos cegos, enganados e tão loucos…

Quando manda o coração os lúcidos são poucos.

 

O mais terrível foi acreditar na mentira,

Que esta paixão cuja força jamais sentira,

Não se transformaria nestas cinzas, neste pó.

 

Era tudo delírio, um mal-entendido e só.

Agora sou apenas uma sombra solitária,

Da sociedade tornei-me somente uma pária.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: