A canção de Diana

Giordana Bonifácio

Eu amo você, pode porventura me dizer.

Pode o mundo, a lua e as estrelas me oferecer.

Não é provável que em suas palavras acredite,

porque saiba que sou Diana e não Afrodite.

 

Sou caçadora e deste amor quero distância.

Fui destinada à solidão na tenra infância.

Minha alegria é permanecer comigo apenas.

Não há quem possa sobreviver a estas tais penas.

 

Não vendo o alvo, Eros não me fere com suas setas.

Não me aprisiona nestas masmorras tão abjetas.

Só sei que  quero ser errante, sem correntes,

 

ou outras alianças que me sejam permanentes.

Minha vida se guia por caminhos diversos.

Levo o tempo apenas a ler e escrever versos.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: