A dor verdadeira

Giordana Bonifácio

A rua, a casa, o quarto, o som, a música.

Depois silêncio e lágrimas, a rima rica?

Talvez apenas este pobre sentimento.

Deste terrível mal, eu sei: não estou isento.

 

Sinto, porque sou humano, só somente.

Lá fora, cai uma chuva fina e persistente.

Não posso viver alheio ao bater do coração,

preso a estas divagações que me atormentam.

 

Queria falar sobre sonhos, queria ser feliz.

Mas a melancolia aparece sorrateira,

como num pesadelo que a tudo prediz.

 

A emoção é fugaz e acontece sem que o queira.

Sangra-me o peito e o que esse vazio me diz?

Somente o que sei sobre a dor: é verdadeira.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: